Dica de filme de terror: Corrente do Mal

Dica de filme de terror: Corrente do Mal

6 de setembro de 2019

Um dos meus passatempos favoritos desde sempre é assistir filmes, seja no cinema ou no conforto do meu sofá. E um dos meus gêneros preferidos é terror. Tem terror que puxa mais pro lado espiritual, tem terror mais sanguinolento, tem suspense, terror psicológico, inspirado em fatos reais, entre outros. Gosto de todos, menos o trash, aquele que envolve mutilação e sangue, eu fico bem nervosa assistindo. O meu estilo favorito de terror é de espíritos.

Essa semana estava assistindo um episódio do Pipocando (um canal sobre filmes que eu AMO), mais especificamente esse episódio aqui, onde eles falam sobre 8 teorias bizarras sobre filmes. Eis que eles resolvem falar sobre um filme chamado Corrente do Mal. Eles nem falaram que era de terror, nem suspense, nem nada, mas eu fiquei super instigada a assistir.

Abri logo o Netflix do meu celular e pra minha felicidade, esse filme tem no nosso serviço de streaming favorito.

O enredo do filme parece ser bem nada a ver, e até cômico. Trata-se de uma maldição sexualmente transmissível, como uma DST. A personagem principal, Jay, está saindo com um cara, e em certo encontro ela decide que está pronta pra sua primeira vez. Tudo lindo e romântico, mas depois de transarem o rapaz dopa ela e a prende numa cadeira. Ele então explica a ela que passou uma maldição quando fizeram sexo, e essa maldição irá segui-la (It Follows, o nome original do filme) por onde for para matá-la, e ela deve fugir e passar para outra pessoa o mais rápido possível.

O filme tem uma fotografia mara, e é muito interessante observar que ele tem elementos atemporais. As roupas e falas parecem ser atuais, mas os carros, TVs e eletrodomésticos parecem ser do século passado. Uma das amigas tem um dispositivo de leitura, tipo um Kindle, em formato de ostra, eu nunca vi nada parecido, parece antiquado, mas futurista ao mesmo tempo.

*A partir daqui você poderá ver alguns spoilers, então só clique em continuar lendo se já viu o filme ou se não se importa.

A entidade é capaz de tomar a forma de qualquer pessoa, conhecida ou nunca antes vista. Geralmente ela se materializa em versões bizarras de pessoas que a protagonista conhece, ou seres humanos mutantes, como um gigante que aparece 2 vezes, ou um menino magricela com olhos amarelos.

Passar a maldição para outra pessoa não é suficiente para se livrar dela, o nome traduzido do filme “corrente” é auto-explicativo. Quando o rapaz passou a maldição para Jay, ela se tornou a primeira da fila a ser seguida pela entidade, e o rapaz o segundo, e assim por diante. Por isso é importante explicar para o recém-amaldiçoado como proceder, se não nada adianta, ele morre e você em seguida.

Eu me senti o tempo todo tensa assistindo ao filme. Por mais que Jay fugisse, depois de algumas horas a coisa estava lá atrás dela. Importante falar que a entidade é lenta e persegue a pessoa a pé calmamente. Quando Jay resolve ir de carro para uma casa de praia com seus amigos, na esperança de escapar do monstro, levou apenas 1 dia ou 2 para ela a encontrar. E essa é uma das melhores cenas do filme.

O final do filme deixa em aberto se eles conseguiram realmente eliminar a entidade, já que acertaram 2 tiros na cabeça dela, ou se eles ainda estão sendo seguidos.

Fiquei curiosa para saber quem era a moça que aparece na cena de abertura, e em que lugar da corrente ela se encaixa. Se você já assistiu o filme, deixa sua teoria nos comentários.

E você, gosta de filme de terror? Beijos!

POSTADO POR

Carioca, 29 anos, maquiadora, psicóloga, cristã. Amante da cultura pop, jogos, filmes e séries.

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.


*