Diário da gravidez – Segundo Trimestre

Diário da gravidez – Segundo Trimestre

29 de julho de 2020

Oi! Hoje eu vim conversar um pouquinho com vocês sobre como foi o segundo trimestre da gravidez da Alice.

O segundo trimestre engloba da 13ª semana até a 27ª semana, que equivalem aos meses 4, 5 e 6. Completei 28 semanas no dia 22 de julho, e anotei 12 fatos que marcaram bem esse período.

1. Descobrimos o sexo – Nas primeiras ultras onde seria possível ver o sexo do bebê, ela não deixou a médica ver direito, ficou escondendo com as mãos e pernas fechadas. Lembro que a médica até falou que estava muito sugestivo para menina, mas que ela não podia dar certeza. Fiz a sexagem fetal, e o resultado saiu em 1 semana, confirmando que era uma menina. Clica aqui pra ver o vídeo da revelação.

2. Senti ela mexer – Na mesma semana que descobrimos que era a Alice quem estava aqui na barriguinha, eu estava deitada pra dormir, sobre o meu lado esquerdo, e senti um empurrãozinho bem de leve na minha barriga. Fiquei ali estática esperando pra ver se mexia, e logo ela deu uma mexidinha bem de leve e eu surtei! Hahaha! Comecei a chorar e agradecer a Deus por esse momento. Foi uma emoção indescritível.

3. Fiquei com o nervo ciático inflamado – Uma parte bem chata do segundo trimestre foi a inflamação que tive no nervo ciático, ou lombociatalgia. Eu comecei a sentir muitas dores nas costas ao dormir, e as dores foram evoluindo pra uma pontada no osso da bacia, que erradiava para parte de trás da perna esquerda. Não tinha jeito de melhorar, posição, massagem, nada. Até que um dia eu estava com muita dor, e não conseguia nem dormir. Coloquei a descrição da dor que estava sentindo no Google e bateu com inflamação no nervo ciático. Assisti uns vídeos de alongamentos na mesma madrugada, e foi assim que deu uma aliviada. Depois comecei um tratamento com acupuntura com meu tio, e foi a união da acupuntura com os alongamentos que me salvaram. Tem um vídeo no meu canal super detalhado, vai lá assistir clicando aqui.

4. Comprei as primeiras roupinhas do enxoval dela – Por conta da quarentena, eu não estou saindo de casa pra nada, né. E os comércios e serviços não essenciais estavam fechados até pouco tempo. Eu olhava várias roupinhas na internet, mas o frete não compensava. Pois logo após o início da flexibilização do isolamento social, eu precisei ir ao centro da cidade resolver algumas coisas, e aproveitei pra entrar na única loja da Alfândega de produtos de bebê que estava aberta e comprar 600 reais de roupinhas e outras coisas do enxoval dela. Depois eu até comprei algumas outras coisas na internet mesmo. Quando a cômoda dela estiver montadinha, vou fazer um tour em vídeo pra vocês.

5. Coisinhas que ganhamos – Ganhamos o berço, o carrinho, o bebê conforto e a cadeirinha que treme dos nossos amigos Diego e Raquel, os papais da Bia. Ganhamos a banheira da vovó Conceição. Ganhamos muitas roupinhas das tias Letícia e Vanessa, da tia Luciene e da tia Carol. E a vovó Lau está costurando um montão de cueirinho pra Alice.

6. Vamos fazer uma reforminha na casa e personalizar o cantinho dela no nosso quarto. Vai ter vídeo de todo o processo.

7. Exames muito importantes são feitos no segundo trimestre – A Translucência Nucal que vê toda a parte neurológica do bebê e indica possíveis má-formações. A Ultrasonografia Morfológica do 2º trimestre, que faz diversas medidas de todo o organismo do bebê. Teve também o Ecocardiograma fetal, que examina detalhadamente o coraçãozinho do bebê. Todos esses exames da Alice deram um resultado perfeito. Para a mãe tem a Curva Glicêmica, que é pra checar Diabetes Gestacional, e também foi tudo ótimo.

8. Peso – No meu primeiro pré-natal eu estava de 6 a 7 semanas e pesando 73kg. No último pré-natal eu estava com 27 semanas e 79kg.

9. Parto – Meu desejo é parto normal, a princípio sem anestesia. Não vejo problema em optar por analgesia em algum momento, dependendo de quanta dor eu estiver conseguindo suportar. Mas não quero de forma alguma episiotomia (ainda vou conversar sobre isso com minha obstetra, uma coisa de cada vez, rsrs).

10. Barriga pesada – A barriga já tá começando a mostrar seu peso. No final da tarde, eu já fico com dores na virilha e parte baixa da barriga. Deito na cama, e pra char uma posição confortável, custa um pouco, até porquê Alice não gosta que eu deite do lado esquerdo, ela chuta à beça até eu virar. De frente, ainda dá pra ficar, mas já está começando a pesar.

11. Sintomas clássicos – Em alguns dias tive os sintomas clássicos da gravidez, mas eles não perduraram, com exceção da azia que vem quase todo dia. Houveram dias que acordei enjoada, e ando sentindo bastante sono.

12. Unhas – Eu sempre tive unhas fraquinhas, que descamavam e quebravam com a maior facilidade. Até por isso que não abro mão das minhas unhas de gel. Mas logo no início da quarentena, por estar sem manutenção, os alongamentos foram saindo e fiquei sem até então. Não vejo hoje vantagem em recolocar, pois quando a Alice nascer, não vou querer usar alongamento, por conta da praticidade e segurança com ela. Mas o que eu percebi é que as minhas unhas naturais estão mais fortes, como nunca estiveram antes.

Já entramos no terceiro trimestre, e estamos muito ansiosos por aqui. Se você gostou do conteúdo, compartilha com alguma amiga gravidinha, e comenta aqui pra gente poder interagir.

Um beijão e até a próxima.

POSTADO POR

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.


*